Porque a maioria das dietas Falham?

Ah, as dietas, as famosas dietas! Odiadas por umas, temidas por muitas o fato é, falem bem ou falem mal, as dietas estão sempre em sinal.

Quem nunca fez ou ao menos tentou fazer dieta uma vez na vida, que seja, que atire a primeira pedra! No entanto, muitas pessoas ao tentarem “fazer dieta” falham miseravelmente. Nos últimos tempos, com a correria do dia a dia e as constantes tentações calóricas pela qual somos submetidos todos os dias, levantou em nós, profissionais de saúde, uma dúvida: afinal, por que as dietas falham?

A resposta para a pergunta é um tanto quanto subjetiva e seria muita petulância da nossa parte afirmar que seja pelo fator A ou pelo fator B. Porém, a questão nos permite fazer algumas reflexões. Pare de falar “dieta”! pare de falar dieta Antes de mais nada, é preciso refletirmos sobre a própria nomenclatura.

pare de falar dieta

Que nos desculpem os defensores do termo, mas você, leitora, há de convir conosco que o termo “dieta” é um tanto quanto assustador. Há inclusive relatos de pessoas que sentem arrepios só de ouvir falar nesta palavra. Mas, então, qual é a nomenclatura correta?

Não existe uma nomenclatura correta. Usar o temo “dieta” não é errado nem deve ser condenado, até por que em algumas situações específicas, como nos casos da Dieta Vegana, Dieta Cetogênica, Dieta Paleo e etc, o termo se encaixa perfeitamente. O problema na utilização do termo surge quando nos referimos a uma mudança alimentar visando benefícios definitivos. O termo “dieta” inconscientemente nos faz pensar em algo momentâneo, algo que quando atingido o objetivo será cessado.

E é aí que está a principal resposta para a pergunta que intitula este artigo: dietas falham porque, no inconsciente humano, são tratadas como algo passageiro, ou seja, uma ação com prazo para acabar ao invés de um hábito. Nesse sentido, como hábito, o termo que melhor se adequa é o Plano Alimentar, este geralmente composto por fases, que incluem, inclusive, a fase manutenção.

o que fazer para que a alimentação saudável deixe de ser uma ação e se torne um hábito

Esta é uma fase na qual objetivos estéticos e fisiológicos foram atingidos, fazendo com que a alimentação e, eventual, suplementação tenham seu planejamento focado em manter tudo o que foi atingido. O que fazer para que a alimentação saudável deixe de ser uma ação e se torne um hábito? o que fazer para que a alimentação saudável deixe de ser uma ação e se torne um hábito Para que a alimentação saudável se torne um hábito é preciso ir além do acompanhamento Nutricional.

Nesse sentido, entender o porquê consumir determinado alimento em detrimento de outro é fundamental. Por mais que façamos consultas médicas ou nutricionais periódicas, estes profissionais nunca serão capazes de, em poucos minutos de consulta, nos explicar tudo que precisamos saber sobre aquele Plano Alimentar que nos foi passado.

dietas fracassam porque as pessoas não entendem o sentindo do esforço

Dietas fracassam porque as pessoas não entendem o sentido do “esforço” dietas fracassam porque as pessoas não entendem o sentindo do esforço Nós, seres humanos, somos assim: para que possamos, de fato, nos comprometer com algo, nos esforçando ao máximo, é preciso que entendamos o sentido da coisa. Entender o sentido não é “vou comer o alimento A ao invés do alimento B porque o A me faz engordar e o B não.“

Entender o sentido é entender as razões, por que consumir determinado alimento em detrimento de outro, trocando em miúdos, nada mais é do que uma simples análise que envolva fatores nutricionais e bioquímicos. Pode parecer estranho, mas tudo o que o seu Nutricionista te recomenda é minuciosamente calculado em termos de valores nutricionais e, também, devidamente ajustados à sua rotina e Individualidade Biológica.

o sucesso depende da sua capacidade de buscar e absorver conhecimento

Deixe um comentário